sábado, 4 de janeiro de 2020

Consórcio assume aeroporto de Cuiabá e inicia obras para ter voos internacionais

Consórcio assume aeroporto de Cuiabá e inicia obras para ter voos internacionais


O Consórcio Centro-Oeste Airport (COA) assumiu definitivamente o controle do Aeroporto Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá). Com isto, também tiveram início as obras para modernizar ainda mais o terminal. A primeira de maior impacto já tem início na próxima segunda-feira (02), quando serão atendidas recomendações da Receita Federal para a internacionalização do local.

Além do aeroporto de Cuiabá, os outros que compõe o bloco Centro-Oeste também já estão sob o controle da empresa. A ideia é melhorar os terminais para dar maior conforto aos passageiros e também atrair novos voos para as localidades mato-grossenses.

Dentre as melhorias que os operadores terão que implementar nos terminais a curto prazo estão, por exemplo, a melhoria da climatização, acesso à internet gratuita (wi-fi) nos terminais, adequação de banheiros e atualização de sinalização aeroportuária.

Durante os cinco primeiros anos de concessão, serão investidos R$ 386,7 milhões nos quatro aeroportos do Bloco Centro-Oeste. O investimento previsto ao longo das três décadas é de R$ 770 milhões. Com a concessão de 30 anos, é esperado que o número de passageiros ao ano triplique até 2049.

Os quatro aeroportos do Estado movimentam juntos cerca de 3,2 milhões de passageiros por ano, sendo que o maior fluxo é do Marechal Rondon, que em 2018 encerrou com movimentação de 3 milhões de embarques e desembarques. O aeroporto de Sinop recebe em média 150 mil passageiros ao ano, o de Alta Floresta 110 mil e de Rondonópolis 90 mil.

A empresa Socicam é a “cabeça” do consórcio, com 85% da participação na parceria. A Sinart ficou com outros 15%. Atualmente, a Socicam administra 10 aeroportos no país, sendo dois em Goiás, três em Minas Gerais, três na Bahia e mais dois no Ceará.

Devido à sua localização estratégica, o Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado na região metropolitana de Cuiabá, receberá melhorias e investimentos para tornar-se um hub da América do Sul, suprindo uma demanda importante da região.

“Entendemos que o Aeroporto Marechal Rondon será um hub da América Latina, pela sua potencialidade e posição dentro do continente. Estudamos muito e sabemos do potencial deste terminal e dos terminais regionais do Centro-Oeste”, afirma Marco Antonio Migliorini, diretor presidente da Centro-Oeste Airport.




Internacionalização
A Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero) publicou, no Diário Oficial da União (DOU), as mudanças em seu manual, que versa sobre as dimensões mínimas necessárias nos terminais de passageiros que desembarcam de outros países. A exigência foi reduzida para apenas 39 m², o que possibilitaria a internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), que possui atualmente 52 m².

A expectativa agora é que a Receita Federal emita a autorização para a internacionalização do aeroporto de Cuiabá e que a Azul Linhas Aéreas marque a data de início da operação do voo entre Cuiabá e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Todos as autorizações necessárias já foram obtidas para que a ligação tenha início.

Recentemente, a assessoria de imprensa da Azul Linhas Aéreas disse que a “companhia continua na dependência dos ajustes do aeroporto de Cuiabá para obtermos a aprovação final".

As viagens serão operadas pelas aeronaves modelo Embraer 195, com capacidade para até 118 passageiros e acontecerão, no primeiro momento, às quintas e domingos.

Santa Cruz de La Sierra é maior e mais populosa cidade da Bolívia, com 1,7 milhão de habitantes, além de ser a mais importante do Departamento de Santa Cruz. Motor econômico do país, Santa Cruz de La Sierra é um polo petroquímico, com foco na produção e exportação de gás natural. A cidade também é conhecida por sua tradição gastronômica.

Caminho aberto

Perto de ser internacionalizado para o transporte de passageiros, o Aeroporto Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), já tem o interesse de uma empresa peruana, que poderá começar a atuar em solo mato-grossense. A informação foi revelada pelo secretário adjunto de Turismo, Jefferson Preza Moreno, na terça-feira (02). Outro destino, na América Latina, também é cogitado.

“Temos duas empresas que estão em conversas com a gente, mas não firmaram compromisso por aguardar a internacionalização do aeroporto. Uma companhia do Peru nos procurou e também temos a possibilidade de outro voo na América Latina, do qual ainda preferimos não divulgar”, disse o secretário.


0 comentários: