terça-feira, 2 de julho de 2019

Infraero elaborará projetos de adequações do aeroporto de Sorriso



A prefeitura de Sorriso contratou a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para elaborar os projetos de revitalização, recuperação e sinalização horizontal da pista de pouso e decolagem, pátio de aeronaves e taxiway do aeroporto municipal Adolino Bedin. O contrato foi firmado por meio de dispensa de licitação no valor de R$ 364 mil.

Em maio deste ano, a companhia aérea que atua no aeroporto de Sorriso chegou a suspender todos os voos comerciais para Cuiabá até que a revitalização da pista fosse feita. Porém, na semana passada, anunciou a retomada com aeronaves ATR 72, menores que os aviões jatos utilizados anteriormente.

Os voos com aviões maiores serão retomados a partir do dia 4 de agosto, no entanto, não serão mais diários. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Drusina, como foi necessário um remanejamento de aeronaves, a rota Sorriso/Cuiabá será realizada quatro vezes na semana inicialmente. “Devido a essa adequação não serão mais seis voos semanais. Contudo, acreditamos que isso também será ajustado com o início das operações”, explica.

Drusina informou ainda que o voo sofreu uma alteração no horário. Segundo consta no site da companhia aérea, no dia 5 de agosto por exemplo, a aeronave sairá de Sorriso às 10h20 com chegada em Cuiabá prevista para as 11h10, nos dias 6, 7 e 8, o voo tem saída às 7h15 e chegada prevista para 8h10. Já o retorno no dia 5 de agosto tem saída prevista de Cuiabá para as 22h55 e chegada em Sorriso às 23h50.

Anteriormente o secretário já havia informado que vão ser investidos “R$ 6 milhões se a reforma da pista que tem 1,1 quilômetros, for feita de uma forma ‘caseira’ e R$ 15 milhões, se for feita com toda a drenagem com laudos estruturais e tudo mais”. A prefeitura de Sorriso espera que o governo estadual repasse R$ 4 milhões de um convênio para as obras.

O prazo para a Infraero elaborar os projetos é de seis meses.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/arquivo)

0 comentários: