quinta-feira, 2 de março de 2017

Empresa fará projeto de sinalização luminosa em 10 aeroportos do estado



O Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) publicou no Diário Oficial de terça-feira, 21, e que circulou nesta quarta, 22, o resultado do Pregão Eletrônico que definiu a empresa que será responsável pela elaboração dos Projetos Executivos Completos de Instalação e Obras de Implantação de Equipamentos do Sistema de Sinalização Luminosa em nove municípios mato-grossenses, entre eles Tangará da Serra.
De acordo com o documento – Aviso de Resultado de Licitação e Aviso de Homologação – a empresa cuiabana Emelsul Construções e Eletricidade Ltda-ME será responsável pela elaboração desses projetos para os aeródromos dos municípios de Porto Alegre do Norte, Diamantino, Matupá, Nova Mutum, Juína, Tangará da Serra, Pontes e Lacerda, Água Boa e Nova Xavantina, divididos em dois lotes, que totalizam R$ 181.800,00.


“Todas as obras a serem executadas para tornar o Aeroporto [de Tangará] apto a integrar a rota de aviação comercial seguirão um cronograma, sendo o prazo de entrega e inauguração deste Aeroporto no segundo semestre de 2018”, explicou a assessoria de imprensa da Sinfra-MT, ao destacar que diante das obras de infraestrutura e de edificações a serem executadas, o Sistema de Sinalização Luminosa é uma das últimas etapas a serem executadas, já que para isso as demais interferências devem estar concluídas.
O aeroporto de Tangará da Serra faz parte do Programa de Aviação Regional da Secretaria de Aviação Civil (SAC), sendo assim um programa federal.  A ação será executada em um convênio entre a SAC, Sinfra e a Prefeitura Municipal.


FONTE: Fabíola Tormes - DIÁRIO DA SERRA

3 comentários:

  1. Boa notícia!!!!Além de obras complementares necessárias, aeroporto regional moderno e atual possui pista mínima de 1.650 x 30m e resistência do piso da pista para 33 toneladas ou mais. Com essas características técnicas e de engenharia, o aeroporto estará apto a receber turboélices de 70 a 90 passageiros. Não podemos construir aeroportos para o hoje! O hoje, já é passado!! Tangará e outras cidades precisam estar inseridas no século 21 de infraestrutura aeroportuária. Saudações,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, Cláudio, isso aí!

      Excluir
  2. Eu concordo plenamente com VC Cláudio Lemes !!! O governo tem que construir aeroportos mordenos e capacitados no mato grosso para o século 21 e não aeroporto para a época dos dinossauros , fazendo uma ressalva o dinheiro e do povo então político devolva o dinheiro para o povo em forma de construções saúde educação lazer saneamento básico de verdade para o povo

    ResponderExcluir