sábado, 24 de outubro de 2015

Sorriso, Mutum e Lucas têm demanda para ocupar 85% dos assentos em voos diários, diz pesquisa

normal_IMG_1911
Pesquisa divulgada, ontem, pela Secretaria de Aviação Civil, em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), apontou que Sorriso, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde são cidades com potencial para inclusão de novas rotas aéreas. Segundo o levantamento, os três municípios têm demanda suficiente para ocupar 85% dos 114 assentos de uma aeronave em dois movimentos (pouso e decolagem) todos os dias do ano.
 A pesquisa também observou o número de passageiros de cada cidade, levando em consideração o município de origem e não onde é feito o embarque e desembarque. A maior parte dos sorrisenses, cerca de 4,2 mil, por exemplo, se desloca a Campo Grande (MS). A maioria dos luverdenses, aproximadamente 5,4 mil, por outro lado, disse viajar a São Paulo, capital. Nova Mutum envia a maior parte de seus passageiros também à capital paulista. Por ano, são cerca de 4,8 mil.
Até o momento, a maior parte dos passageiros destes municípios embarca nos aeroportos de Sinop ou Cuiabá. Mas, em poucos dias, entra em funcionamento o aeroporto regional em Sorriso. O vice-prefeito, Ederson Dalmolin, o aeroporto regional (foto), começará a operar com voos regulares com uma companhia aérea, a partir do ano que vem (Sorriso a Cuiabá) o que deve absorver uma parte da demanda no Nortão.  Lucas, em contrapartida, terá o terminal ampliado, mas a origem dos recursos e o cronograma de execução ainda não estão definidos.
Segundo a pesquisa, Tangará da Serra também tem capacidade para ocupar 85% em voos diários. Cáceres e Primavera do Leste, tem demanda para ocupar 70% dos assentos. Foram mapeadas 252 cidades brasileiras com potenciais para novas rotas. Foram entrevistados 150 mil passageiros em 65 aeroportos no ano passado.

Fonte: MT Notícias

Um comentário: