sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Com voo direto para Belém, cuiabanos chegarão aos EUA em apenas 8h30

Com voo direto para Belém, cuiabanos chegarão aos EUA em apenas 8h30


A Azul Linhas Aéreas anunciou nesta sexta-feira (11) a intenção de uma importante adição à sua malha aérea. Cuiabá terá uma ligação direta com a cidade de Belém (PA) a partir de dezembro, o que possibilitará uma conexão imediata com os Estados Unidos da América. Isso porque, a partir da mesma data, a companhia começará a operar a rota entre a capital paraense e Fort Lauderdale (Miami). Com isto, os cuiabanos poderão chegar á ‘Terra do Tio Sam’ em aproximadamente 8h30 de viagem.
A companhia já fez o pedido à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar um voo direto entre Cuiabá e Belém. Sendo assim, os mato-grossense terão uma conexão imediata para Fort Lauderdale (Miami). A aeronave deverá sair às 09h25 do Aeroporto Internacional Marechal Rondon e tem chegada prevista para às 12h10, na capital paraense.
A decolagem para os Estados Unidos acontece às 13h15 e tem chegada prevista para às 17h30, no horário local de Fort Lauderdale. A rota, que será operada com o A320neo, primeiro narrow body da companhia fabricado pela Airbus, que tem capacidade para 174 passageiros, deverá ser feita em aproximadamente 06h30. As operações devem ter início no dia 10 de dezembro.


Com isto, os cuiabanos poderão chegar aos Estados Unidos da América com apenas 8h30 de viagem. Contando o tempo da conexão imediata em Belém (PA), o tempo total será de apenas 09h30. “Os clientes não precisarão mais ir a São Paulo para chegar à Flórida em viagens cansativas, com cerca de 16 horas de duração. Vai ser possível sair de Belém e chegar a Fort Lauderdale em seis horas e meia, menos tempo que um voo São Paulo/Miami, por exemplo”, afirma Abhi Shah, vice-presidente de Receitas na Azul.
“A rapidez e a praticidade no acesso aos EUA são os pontos fortes dessa ligação e de todos os ajustes que serão feitos em Belém. Queremos expandir as opções dos Clientes da região com a conectividade e a oferta de voos em vários dias da semana”, comenta ainda Abhi.
As cidades com conexão imediata para Fort Lauderdale (Miami) são: Cuiabá, Fortaleza, São Luís, Santarém, Recife, Altamira, Marabá, Macapá, Teresina (escala em São Luís), Manaus (escala em Santarém) e Goiânia (escala em Cuiabá). Além disso, espera-se que os clientes do interior de Mato Grosso e de Porto Velho (RO), também utilizem a rota.
A companhia oferecerá um serviço de bordo diferenciado para o voo que durará, aproximadamente, seis horas e meia. Os clientes podem ainda experimentar o Azul Play, sistema de entretenimento gratuito com filmes e séries disponíveis por meio de um aplicativo baixado no próprio smartphone, tablet ou laptop do cliente.
As aeronaves dispõem de tomadas de energia entre as poltronas além de entradas USB individuais. A família dos A320neo incorpora as mais recentes tecnologias de motores e sharklets, que, juntos, proporcionam mais economia de combustível. Todos os novos voos foram submetidos à aprovação das autoridades competentes e a companhia aguarda para dar início à venda dos bilhetes.


FONTE : Wesley Santiago - OLHAR DIRETO

Confira abaixo os horários e dias da semana em que os voos serão operados:
 
Belém / Cuiabá *Novos Voos*
A partir de dezembro/2017
Origem
Saída
Destino
Chegada
Frequência
Cuiabá
9h25
Belém
12h10
Segunda, quarta, sexta e domingo
Belém
5h45
Cuiabá
8h40
Segunda, quarta, sexta e domingo


Belém / Fort Lauderdale *Novos Voos*
Alta Temporada - 10/12/2017 a 16/02/2018
Voo
Origem
Saída
Destino
Chegada
Frequência
8726
Belém
13h15
Fort Lauderdale
17h30
Segunda, quarta, sexta e domingo
8727
Fort Lauderdale
20h15
Belém
4h10
Segunda, quarta, sexta e domingo
Baixa Temporada: a partir de 17/02/2018
Voo
Origem
Saída
Destino
Chegada
Frequência
8726
Belém
15h10
Fort Lauderdale
20h15
Segunda, quarta, sexta e domingo
8727
Fort Lauderdale
22h15
Belém
5h10
Segunda, quarta, sexta e domingo

Aeronáutica aprova documentação e instalação de equipamentos no Aeroporto de Sinop que melhoram segurança

Aeronáutica aprova documentação e instalação de equipamentos no Aeroporto de Sinop que melhoram segurança
O presidente da empresa de consultoria contratada pela Unesin (União das Entidades de Sinop) para fazer o projeto de ampliação e homologação dos equipamentos do aeroporto sinopense, Hammer Schmidt, confirmou, ao Só Notícias, que foi aprovada a instalação dos equipamentos do EPTA, que vai garantir maior segurança nos pousos e decolagens principalmente em período chuvoso. “Foi feito processo de autorização homologação dos equipamentos, junto ao comando da Aeronáutica, através do Sindacta IV, em Manaus, para implantação de apoio para as aeronaves que trafegam em Sinop em situação degradada de meteorologia, teto baixo, visibilidade baixa, coisas do gênero. Foi
emitido um certificado de autorização de projeto que autoriza a concessionária a efetivamente fazer a instalação desses equipamentos”, explicou, ao Só Notícias.
Segundo Hammer, no início da próxima semana a empresa responsável pela instalação vem para Sinop em posse do certificado de aprovação de projeto, emitido pela Aeronáutica, e já pode concluir a implantação de aparelhos efetivamente. "Eles já podem conectar todos esses equipamentos ao quadro de força de energia do aeroporto e ao sistema. Aí, a partir do dia 22, o Sindacta IV deve se deslocar para Sinop uma equipe de vários militares, das mais variadas especialidades para fazer a inspeção que deve demorar de dois a quatro dias. Uma vez que eles (Aeronáutica) entendam que a instalação foi completada com sucesso, eles emitem uma autorização provisória de funcionamento até que a portaria seja publicada tornando definitiva a operação por equipamentos em Sinop. Mas já vai poder ser usado esse novo sistema”.


O empresário acrescentou que “será instalada uma frequência em VHF, usada pelo operador em solo para falar com o piloto da aeronave. Também será instalada uma estação meteorológica, que fica perto da pista, e vai oferecer ao operador as informações que ele vai passar para o piloto. Essas informações são veiculadas de hora em hora em uma rede mundial de informações de meteorologia e qualquer pessoa vai poder verificar as condições em Sinop. Já o PAPI (que já está instalado), que também faz parte dessa estação, vai oferecer ao piloto que está pousando, uma rampa virtual, com luzes ideal de aproximação para que a operação por instrumento se complete”, explicou.
O presidente informou ainda que, com a implantação desses equipamentos, 80% dos trabalhos estarão concluídos. “Vai faltar só o trâmite interno, como a certificação dos procedimentos. Nós estamos procurando fazer o mais rápido possível, cumprindo todo o procedimento que está previsto na legislação", finalizou.
A Unesin iniciou, em fevereiro, mobilização para contratar a empresa e resolver todas as pendências técnicas com os equipamentos, que se arrastavam desde o ano passado, e atender as exigências da Aeronáutica. Foi feita promoção para arrecadar dinheiro e bancar os custos com a empresa contratada.
Conforme Só Notícias já informou, a prefeita Rosana Martinelli (PR) também vem trabalhando, desde que assumiu, buscando junto aos órgãos federais e governo do Estado viabilizar o funcionamento dos equipamentos no aeroporto presidente João Figueiredo e sua gestão trabalha em parceria com a Unesin.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Governo Federal fará concessão do Marechal Rondon e mais 4 aeroportos



Atendendo ao pedido do governador de Mato Grosso, Pedro Taques, o Governo Federal autorizou a inclusão do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, que atende a região metropolitana de Cuiabá, e mais quatro aeroportos regionais (Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças e Rondonópolis) no próximo leilão de concessão para iniciativa privada. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (03) pelo Secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Lopes. A concessão das unidades prevê investimentos bilionários em Mato Grosso.
“Esta será uma grande vitória para Mato Grosso, que conseguirá, em poucos anos, além do Marechal Rondon, mais quatro aeroportos concessionados, garantindo uma melhor qualidade de serviços prestados e mais tranquilidade aos passageiros”, afirmou o governador. Na nova rodada de concessões, ainda sem data marcada, pela primeira vez na história Mato Grosso deve protagonizar a oferta de um modelo inédito de parceria, potencializando o desenvolvimento dos municípios.
No pedido encaminhado ao ministro dos Transportes Maurício Quintela, a qual a Secretaria de Aviação Civil é vinculada, o governador solicitou e o governo federal aceitou a inclusão do Marechal Rondon e dos quatro aeroportos regionais no Programa Nacional de Desestatização (PND).
Estudos da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) apontaram que os aeroportos, que possuem grande potencial de crescimento, podem ser melhor explorados caso os projetos de estruturação sejam modelados, formatados e executados em conjunto com o Marechal Rondon.
“Vamos inaugurar em Mato Grosso uma nova e moderna modelagem para aeroportos, que está sendo construída em parceria com a SAC. O aeroporto superavitário, no caso o Marechal Rondon, poderá subsidiar os quatro aeroportos regionais menores, de modo que todos funcionem com padrão de excelência”, disse o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte. Na prática, a empresa vencedora, que poderá ser estrangeira, destinaria o valor da outorga não mais para União, mas sim para investimentos nos regionais.
A nova rodada de concessões para iniciativa privada proposta pelo presidente Michel Temer tem atraído investidores estrangeiros. Mais precisamente empresas europeias, gigantes do setor aeroportuário. As concessões dos aeroportos de Fortaleza e Porto Alegre foram vencidas pela alemã Fraport; o de Salvador ficou a francesa Vinci; e o de Florianópolis com a suíça Zurich. Uma das justificativas para essa mudança de perfil das empresas foi a saída da Infraero como sócia obrigatória (49%) nestes casos das concessões. Com essas concessões o governo federal prevê investimentos entre R$ 1,9 bilhão e R$ 2,40 bilhões.

Inaugurado aeroporto em Querência e estrutura logística na região Araguaia melhora

Inaugurado aeroporto em Querência e estrutura logística na região Araguaia melhora
unnamed.jpg
Fernando Rodrigues/Vice-governadoria


O aeroporto em Querência (970 km ao Leste de Cuiabá) foi inaugurado, nesta sexta-feirta, pelo vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro, o prefeito Fernando Gorgen. Fávaro destacou a parceria da gestão do governo Pedro Taques com a prefeitura para a execução do aeroporto que é um marco no desenvolvimento de toda região do Araguaia. O governo também está preparando as mesmas melhorias em outros aeroportos, entre eles, nos municípios de Canarana, Juara e Nova Xavantina.
"A felicidade de toda população daqui só não é maior que a minha e do governador em ver essa obra acontecer em tempo recorde. E esse modelo é o que dá certo, em qualquer lugar do mundo. Não podemos ficar achando que a crise é o atrapalhador do desenvolvimento", afirmou Fávaro.
O prefeito Fernando Gorgen disse que o aeroporto é o primeiro passo para conseguir atrair grandes investidores para o município e todo o Araguaia. "A nossa expectativa do Governo é muito boa. Temos fácil acesso ao secretariado e gosto muito de contar com eles. Eu espero que Querência e o Araguaia continuem avançado junto com o Governo do Estado".
Com a readequação, o aeroporto de Querência passa a ter uma pista de pouso e decolagem pavimentada, além de uma cerca operacional para dar mais segurança aos usuários e operações diárias. No projeto de readequação elaborado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) constam o balizamento, pavimentação da pista e a construção de cerca operacional padrão. O objetivo é modernizar a unidade e preparar para o aumento de uma futura demanda.

FONTE: SÓ NOTICIAS

unnamed (1).jpg
Fernando Rodrigues/Vice-governadoria

unnamed (2).jpg
Fernando Rodrigues/Vice-governadoria

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Governo inaugura aeroporto de Querência nesta sexta-feira





O governador Pedro Taques irá inaugurar, nesta sexta-feira (21.07), às 16h30, o Aeroporto Municipal de Querência (927 km a Nordeste de Cuiabá). Localizada em uma região importante para o agronegócio, a unidade passa a contar com uma pista de pouso e decolagem pavimentada, além de uma cerca operacional para dar mais segurança aos usuários e operações diárias.
A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) elaborou um novo projeto para readequação e reestruturação do aeroporto. Nele, constam o balizamento, pavimentação da pista e a construção de cerca operacional padrão. O objetivo é modernizar a unidade e preparar para o aumento de uma futura demanda.
As obras fazem parte de um convênio de R$ 758 mil, firmado entre o Governo de Mato Grosso, por meio da Sinfra, e o Executivo Municipal. Foram investidos R$ 7,7 milhões para a readequação do aeroporto.
O trabalho segue rigorosamente as legislações aeronáuticas pertinentes, conforme prerrogativas da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e do Departamento de Controle de Tráfego Aéreo (DECEA).


Aeroporto de Nova Xavantina recebe técnicos e projeto deve ser finalizado neste semestre

Aeroporto de Nova Xavantina recebe técnicos e projeto deve ser finalizado neste semestre



O prefeito de Nova Xavantina, João Batista Vaz – Cebola (PSD) recebeu na manhã desta quarta-feira (19) a equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura do Governo do Estado-SINFRA. Em junho, a secretaria encaminhou ofício ao município dando parecer favorável ao projeto de pavimentação e iluminação da pista do aeroporto de Nova Xavantina.
Segundo o prefeito Cebola, a equipe fez uma visita técnica em no aeroporto. “O projeto de pavimentação e iluminação está quase pronto, depois, correr atrás de recursos e parceiros. Acredito nisso, por estou correndo atrás desde que assumi a prefeitura.”, comentou Cebola em sua página pessoal do Facebook.
Cebola disse em entrevista ao NX1 que a pavimentação da pista do aeroporto do município ampliará a expansão de atividades turística e empresarial necessária para o crescimento econômico do município.
“O projeto deverá estar concluído até o final do primeiro semestre deste ano, para execução no segundo semestre. Após o projeto pronto, serão formalizadas as parcerias para a sua execução, que deverá incluir Governo do Estado, Prefeitura Municipal, Assembleia Legislativa e empresários, com previsão para realização até o final de 2017.”, explicou o gestor.
O vereador Elias Bueno, autor da indicação N° 124/2017 que pede a pavimentação da pista, afirmou que com o asfalto na pista, o aeroporto vai trazer grandes ganhos para o município, permitindo a recepção de grandes aviões, e um centro de logística que vai convergir com serviços e meios de transporte no Araguaia.
“Com a pavimentação, nossa cidade vai atrair companhias de pequenos e médios portes, provocando futuramente, uma linha direta com grandes centros do país.”, ressaltou Elias.
A pista de pouso e decolagem, tem 1.490 metros de extensão por 45 metros de largura e está a 316 metros de altitude.



Aeroporto
Localizado na Reserva do Parque Municipal da Bacaba, onde se situa o Campus da Unemat de NX, o velho e histórico aeroporto da FAB (antiga base da Força Aérea Brasileira), como é conhecido o aeródromo de Nova Xavantina, vira e mexe sofre interdições, ditadas por inadequações de sua estrutura às normas do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), órgão central do Sistema do Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), do Ministério da Aeronáutica.

TAC
O prefeito João Cebola assinou em setembro de 2016 um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Prefeitura Municipal, representada pelo prefeito, e o DECEA, representado pelo seu diretor geral, Tenente Brigadeiro do Ar Carlos Vuik de Aquino, no qual a Prefeitura se comprometeu a concluir várias adequações para a reabertura do aeroporto que na época estava interditado.


FONTE: Semana7

Governador pede celeridade em liberação de voo entre Cuiabá e Santa Cruz

Governador pede celeridade em liberação de voo entre Cuiabá e Santa Cruz


Em nova visita oficial ao Departamento de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, o governador Pedro Taques voltou a tratar dos dois temas essenciais para a integração de Mato Grosso com o oeste da América do Sul. Em reunião com o ministro de Obras Públicas e Serviços de Habitação, Milton Claros, o governador pediu celeridade na liberação do voo entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra e voltou a destacar a importância da pavimentação do trecho entre San Matias e San Ignácio, 315 quilômetros que dificultam a integração de Mato Grosso com Bolívia.
Na reunião com o ministro, o governador destacou que a visita é motivo de muita ansiedade porque Mato Grosso está próximo à Bolívia e, ao mesmo tempo, longe por conta da dificuldades na integração. Taques ressaltou ainda que o Governo de Mato Grosso tem o compromisso de buscar uma ligação forte com o oeste da América do Sul.
No encontro, Taques lembrou que 30 mil estudantes brasileiros estudam na Bolívia, principalmente o curso de medicina. Do total, 5 mil estudantes são de Mato Grosso e demoram até 24 horas em voos quando precisam regressar ao Brasil. "Não podemos estar tão perto e tão distantes ao mesmo tempo", afirmou.
O secretário-adjunto de Turismo, Luis Carlos Nigro, disse que a Bolívia passa por um momento de intenso crescimento. Para ele, o voo e a estrada farão a grande Integração esperada há tanto tempo por Mato Grosso e pelo Departamento de Santa Cruz. Segundo Nigro, há um grande mercado esperando a operação do voo.
Disse ainda que em Mato Grosso já está tudo pronto para receber novamente o voo entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra. Lembrou que o atual Governo está em processo de finalização das obras do Aeroporto Marechal Rondon, tendo a parte internacional preparada para novas linhas.
A reunião contou com a participação do diretor da Azul Linhas Aéreas, Ronaldo da Silva Veras, que agradeceu ao ministro pelo empenho para a liberação do voo. Ele destacou que a empresa quer muito permanecer em operação no país. A empresa deve iniciar a operação com um avião Embraer 195 com capacidade de 118 passageiros por viagem, com possibilidade de mudança para um Airbus 320, quando a linha estiver consolidada. A empresa busca sair de Cuiabá às 21h, recebendo todas as conexões da empresa para o país.
A Azul Linhas Aéreas deve operar no país em conjunto com a boliviana BOA, que faz voos para a Espanha, Estados Unidos, Argentina e Panamá. As duas empresas devem trabalhar em conjunto no sistema de emissão de passagens aéreas.
Representando o trade turístico de Mato Grosso, Oiran Ferreira lembrou que desde 1998 há o impasse para a operação de voos entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra. "Estamos cansados de ir pra São Paulo e passarmos por cima de nosso estado. Aqui é o corredor para ir para os países do leste e até mesmo aos Estados Unidos", exemplificou.
O ministro disse acreditar que até o mês de agosto a questão estará solucionada junto ao órgão responsável pela liberação de voos. Para isso, o ministro abriu a possibilidade da Azul poder iniciar a operação em setembro, durante a Feira de Exposição de Santa Cruz de la Sierra.


Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Sinop e Cuiabá no final de semana

Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Sinop e Cuiabá no final de semana
Esquadrilha da Fumaça em uma de suas apresentações

Com acrobacias nas alturas, chega neste sábado (22) em Sinop (422 km da Capital), as sete aeronaves da Esquadrão da Fumaça. Ao todo serão 54 pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB), que se apresentam a partir das 15h , com um grande show aéreo. A performance ocorre na frente do Centro de Eventos Dante de Oliveira, além do show aéreo, o evento terá outras apresentações culturais e praça de alimentação. No domingo a Esquadrilha se apresenta na Capital, no Parque Tia Nair, a partir das 16h.
O espetáculo acontece pela parceria da FAB com a prefeitura de Sinop, representada pela Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento. Além das sete aeronaves A-29 Super Tucano, a FAB vem a Sinop com um avião de transporte, onde transportará os militares que participaram da apresentação, que tem em média 50 minutos de duração.



A Esquadrilha da Fumaça chega em Sinop após quatro apresentações na Colômbia e duas em Amazonas. Além das apresentações de Sinop e Cuiabá, mais duas cidades de Mato Grosso terão os céus cortados pelas  sete aeronaves A-29 Super Tucano, Barra do Garças (412 km de Cuiabá) no dia 26/7 às 16h30m, e Rondonópolis (184 km de Cuiabá) no dia 29/7 às 15h30m.
A Esquadrilha da Fumaça foi criada em 1952, por iniciativa de jovens instrutores de voo da antiga Escola de Aeronáutica que se localizava no Rio de Janeiro, como uma forma de incentivar os cadetes a confiarem em si mesmos e nas suas capacidades. Hoje o objetivo é de divulgar a Força Aérea Brasileira.

Serviço

Apresentação Esquadrilha da Fumaça

Sinop
Data: 22/7 a partir das 15h
Local: Centro de Eventos Dante de Oliveira

Cuiabá
Data: 23/7 a partir das 16h
Local: Parque Tia Nair

FONTE:  Letícia Ferro Ferraz - OLHAR DIREITO

Governo vai leiloar, em blocos, aeroportos de Cuiabá e Recife

Governo vai leiloar, em blocos, aeroportos de Cuiabá e Recife

BRASÍLIA - O governo decidiu leiloar dois blocos de aeroportos na nova rodada de concessão do setor, segundo autoridades da área. A ideia é testar o novo modelo com um aeroporto do Nordeste, o de Recife (PE), e outro de Mato Grosso (Cuiabá), a fim de puxar a concorrência.


A ideia inicial era lançar mais blocos de aeroportos, mas não há consenso no governo. Enquanto os ministérios da Fazenda e do Planejamento querem o fim da Infraero e a privatização pura de todos os terminais, como forma de levantar receitas e acabar com os problemas da estatal (custo com funcionários e falta de dinheiro para investir), outras áreas querem manter a empresa, ainda que em tamanho reduzido, por questões estratégicas.Quem arrematar Recife levará também Campina Grande (PB), Maceió, Aracaju, Juazeiro (CE) e João Pessoa (PB). O vencedor da licitação do aeroporto de Cuiabá terá de assumir também os terminais de Barra do Garças, Alta Floresta, Sinop e Rondonópolis. Os ativos serão incluídos na nova carteira de projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), em agosto.

FONTE: GERALDA DOCA - O Globo

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Movimento de passageiros cresce no Aeroporto Marechal Rondon

Movimento de passageiros cresce no Aeroporto Marechal Rondon
DSCF1359.jpg
Gcom-MT/Mayke Toscano


O fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, voltou a crescer em maio. Entre embarques e desembarques, 244,731 mil pessoas passaram pelo maior aeroporto de Mato Grosso. Comparado com abril, a movimentação cresceu 8,63%.
Em relação a maio de 2016, a expansão é de 4,79%, segundo informações da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Nos 5 primeiros meses foram embarcados/desembarcados 1,164 milhão de passageiros, abaixo (-0,76%) do quantitativo de 2016 no mesmo período (1,173 milhão).
Pela mesma base comparativa verifica-se evolução de 1,69% no fluxo de passageiros em rotas nacionais, que subiu de 937,376 mil embarques/desembarques em 2016 para 953,267 mil este ano, até maio. Já a movimentação de passageiros nos voos regionais recuou de 202,843 mil, no acumulado de janeiro a maio de 2016, para 175,325 mil nos 5 primeiros meses deste ano, numa variação anual de 13,56%.
A população está cautelosa com os gastos diante da instabilidade política e econômica do país, então estão programando melhor as viagens, avalia o presidente da Associação Brasileira dos Agentes de Viagens em Mato Grosso (Abav), Joari Proença. “Houve um decréscimo nas viagens em abril, por exemplo, porque as pessoas passaram a controlar um pouco essas saídas devido à conjuntura política nos últimos meses”.
Avaliação - Na última pesquisa trimestral divulgada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil o aeroporto Marechal Rondon apresentou a maior evolução no índice de satisfação geral dos passageiros, entre os 15 mais movimentados e avaliados.
A pontuação atingida foi de 4,04 no quesito satisfação geral. Apesar da evolução, o terminal ainda se posiciona como o 2º pior do país. “O trabalho em conjunto com todos os elos que oferecem serviços para a operacionalidade do complexo aeroportuário é que justifica a gradativa percepção dos passageiros e usuários em melhoria e conforto na avaliação dos indicadores aplicados na pesquisa”, comenta a superintendente do aeroporto Marechal Rondon, Bárbara Antônia dos Reis Netto.

FONTE: MÍDIA NEWS

Anac autoriza pousos e decolagens de jatos no aeroporto de Sorriso

Anac autoriza pousos e decolagens de jatos no aeroporto de Sorriso


A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) habilitou o Aeroporto Regional de Sorriso para operações com jatos. A informação foi confirmada pelo secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Cláudio Drusina, ao Só Notícias, esta manhã. Com isso, a partir do dia 1º de agosto, poderão pousar e decolar aeronaves com capacidade para transportar 142 passageiros.
Atualmente, o aeroporto sorrisense recebe apenas aviões do modelo AT, que usa hélices e tem capacidade para 70 passageiros. O secretário explicou que a prefeitura realizou todos os procedimentos necessários exigidos e os técnicos da Anac estiveram avaliando a unidade, nos últimos dias. Foram realizados testes e foi dada a aprovação para atuação dos jatos maiores e com maior número de passageiros.
Drusina acredita que com a atuação de aeronaves maiores, o preço da passagem para os consumidores terá uma redução. Ele também afirmou que este é um dos primeiros passos para buscar a expansão do aeroporto. Uma das primeiras articulações da atual gestão é fazer com que a atual companhia aérea, que atua na cidade, possa fazer a rota Sorriso - Cuiabá - Campinas. Atualmente, são dois voos entre Sorriso e Cuiabá.
Segundo ele, a prefeitura também está se articulando para fazer com que uma outra companhia aérea volte a fazer voos entre Sorriso e Brasília. Também lembrou que neste segundo semestre está programada a entrada em operação de uma outra companhia aérea regional que ligará o município mato-grossense a capital do Amazonas, Manaus, passando por cidades do Pará.

FONTE: SÓ NOTICIAS

Ministério anuncia R$ 18 mi para aeroportos do Mato Grosso

Ministério anuncia R$ 18 mi para aeroportos do Mato Grosso


O Fundo Nacional de Aviação Civil vai repassar R$ 18 milhões para obras de infraestrutura nos aeroportos regionais de Sinop, Cáceres e Tangará da Serra, em Mato Grosso. O objetivo é melhorar a operação, eliminar restrições e captar rotas comerciais de empresas aéreas.
O aeroporto de Sinop vai receber R$ 8 milhões, que serão destinados à regularização da faixa da pista, recuperação do pátio de aeronaves e instalação de cerca operacional. Tangará da Serra e Cáceres vão receber, cada um, R$ 5 milhões, para a construção de sistema de balizamento noturno. Os serviços visam garantir a segurança e dar mais capacidade às operações.
A destinação dos recursos, de acordo com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, será autorizada em agosto. A previsão é que as obras sejam finalizadas até dezembro de 2018.

Programa de Investimentos

Atualmente, o Programa de Investimentos em Aeroportos Regionais possui 17 instrumentos de repasse assinados e vigentes para destinação de verbas a aeroportos regionais em todo o Brasil. O valor total chega a R$ 162,5 milhões, sendo R$ 142,1 milhões provenientes do programa do governo federal.´